Documento /app Documento /amp -->
Publicidade

Estado de Minas AUTOSTADT

Fusca e Kombi são destaques do Brasil em museu na Alemanha

Museu da Volkswagen faz homenagem à subsidiária latino-americana e exalta paixão em comum de alemães e brasileiros pelos modelos


postado em 31/10/2013 15:30 / atualizado em 01/11/2013 15:05


O Fusca e a Kombi são os destaques de uma exposição em homenagem ao Brasil no museu da Volkswagen, em Wolfsburg, na Alemanha. A mostra "60 anos da Volkswagen do Brasil" exibe  os modelos e tecnologias desenvolvidos pela subsidiária da marca alemã desde 1953. Um Fusca 1986 a a Kombi Last Edition 2013 são apresentados ao público.

CLIQUE E VEJA FOTOS DO MUSEU DA VOLKSWAGEN!

Na descrição da exposição, a Volkswagen explica a origem dos nomes brasileiros dos modelos comercializados no país. "Fusca" possui uma pronúncia semelhante ao termo Volks em alemão, enquanto Kombi é a redução de Kombinationsfahrzeug, algo como "veículo de uso combinado". Na Alemanha, os modelos chamam-se Käfer (besouro) e Bulli. "Era assim que os "carros dos sonhos" dos brasileiros eram chamados nos anos 50. Neste quesito, eles tinham uma paixão em comum com os alemães", diz o site oficial do museu.

(foto: Mattias Leitzke/Divulgação Volkswagen)
(foto: Mattias Leitzke/Divulgação Volkswagen)


A mostra segue com os projetos desenvolvidos no Brasil, desde a Brasília, em 1973, baseada na alemã VW 1600 até o Gol, desenvolvido na década de 80 com detalhes do Golf e do Passat. Há ainda o um SP-2, ano 1972, esportivo criado pela subsidiária no Brasil. Um Gol GTI 1989 também pode ser observado. Outro destaque é a tecnologia flex: a montadora foi a primeira a lançar um modelo flex no Brasil, em 2003 e um propulsor está em exibição em Wolfsburg. Fechando a mostra, há ainda um Karmann Ghia TC.

"A exposição evidencia a grande importância do Brasil para a marca Volkswagen no mundo e, ao mesmo tempo, destaca o gênio criativo dos engenheiros e trabalhadores brasileiros, com a exibição de carros memoráveis, como Gol, Brasília e SP2, que marcaram a história da indústria automotiva e estão presentes na vida de várias gerações de consumidores”, afirmou Thomas Schmall., presidente da marca no Brasil.

O museu da Volkswagen na verdade é um grande parque temático com várias atrações, o Autostadt, "cidade do carro". O lugar preserva centenas de veículos clássicos da marca e de outras do grupo, como Audi,  Lamborghini, Seat, Skoda e Porsche.  O Autostadt fica aberto todos os dias das 9h às 18h e o ingresso adulto para um dia custa 15 euros. A exposição sobre a Volkswagen do Brasil está montada no ZeitHaus Museum e fica em cartaz até janeiro de 2014.

(foto: Mattias Leitzke/Divulgação Volkswagen)
(foto: Mattias Leitzke/Divulgação Volkswagen)
(foto: Mattias Leitzke/Divulgação Volkswagen)
(foto: Mattias Leitzke/Divulgação Volkswagen)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade